[Resenha] Poseidon, de Anna Banks


Infelizmente, eu ainda não li muitos livros sobre sereias, mas sempre que possível, acho legal dar uma chance para livros com esse tema. Por isso, quando Poseidon finalmente foi lançado aqui no Brasil, fiquei bem curiosa e logo fui ler. Já tinha visto algumas resenhas negativas, por isso tentei manter minhas expectativas não muito altas, mas no final das contas, a história não foge mesmo do básico.

Narrado em parte por Emma, a protagonista, e em parte pela visão de Galen, um cara que muda a vida dela totalmente, a gente entra logo na história, afinal, a narrativa é bem leve. O desenvolvimento da história, no entanto, não foi os dos mais legais. A mitologia ao redor do tema “sereias” é até que interessante e promete causar alguns conflitos na vida da protagonista, mas o problema em si foi que os personagens não causaram muito empatia.

Emma é uma menina comum, que tem a sua vida virada de ponta-cabeça ao descobrir que é, aparentemente, uma syrena. Essa revelação é jogada na sua cara, após vários acontecimentos esquisitos ocorrerem e a entrada de supetão de Gale, um gato que ela conheceu nas férias, na sua vida. No entanto, Emma acaba lidando bem demais com a nova situação, o que me irritou. Gente, se vocês descobrissem tudo o que ela descobre, eu creio que demorariam um pouco mais de dois dias para aceitar tudo. Seria até mais aceitável que ela ficasse em negação por um tempo (que é o que acontece normalmente), mas não, ela simplesmente aceita.

Além disso, logo no começo da história a melhor amiga de Emma, Chloe, morre num incidente infeliz, mas em pouco tempo Emma também já superou esse grande trauma. Estão vendo um padrão por aí? Pois é, pelo jeito Anna Banks não queria se aprofundar muito em nenhum drama, o que tornou o livro bem menos interessante do que poderia ser. Principalmente nesse ponto de perder alguém importante, o livro poderia ter abordado isso de uma maneira totalmente diferente, mais interessante e realista.

As coisas acontecem rapidamente e temos até alguns pontos positivos na história, principalmente ligados a mitologia dos Syrenas, mas o grande defeito do livro é que ele peca em ser algo mais real. Sim, é um livro sobre sereias, mas ainda há humanos no livro e, portanto, espero comportamentos típicos de humanos da parte dos mesmos.

O relacionamento de Emma com Gale é meio conturbado, mas infelizmente, eu não consegui acabar torcendo pelos dois. Eles eram um casal bonitinho, mas no final das contas, a irmã de Gale, Rayna, e seu prometido, Toraf, se revelaram um casal mais interessante que os protagonistas. O final do livro é recheado de grandes acontecimentos, o que me animou quanto a continuação.

Espero que, nesse segundo livro, temos um maior desenvolvimento dos personagens e da história em si. É um bom livro sobre sereias, para passar o tempo livre e sem esquentar a cabeça.




Autor(a): Anna Banks
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012 (original) - 2014 (Brasil)
Páginas: 324 (original) - 288 (Brasil)
Nome original: Of Poseidon
Coleção: O Legado de Syrena, #1

4 comentários:

  1. Nunca li o livro, acredita que eu nunca tinha ouvido falar? hahaha! Fiquei curiosa!! Adorei seu blog.. beijos

    http://akkafashion.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim? Hahaha O livro é mais famoso lá fora, eu acho. E obrigada <3

      Excluir
  2. Oi, Isa!
    Eu até curto sereias, acho legal, mas quando vi a sinopse desse, fiquei meio com o pé atrás e confesso que ainda estou. Acho que não vou ler, não... Mas acho a capa linda! :D

    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  3. Eu só tinha lido resenhas positivas aqui no Brasil desse, mas acho bom ler umas resenhas mais baixas para não deixar minha expectativa muito alta para quando eu ler ele -- normalmente altas expectativas fazem eu me decepcionar com os livros. De qualquer forma continuei com vontades de ler ele.
    Deyse @ http://deysediztudo.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.