[Resenha] Adeus à Inocência, de Drusilla Campbell



Após algumas leituras leves, eu resolvi pegar um livro que era bem desconhecido por mim até então. Vira e mexe eu leio um livro com uma temática bem diferente do que eu costumo e, vira e mexe, eu gosto bastante de um desse estilo, o que sempre me faz dar a chance a outros.

Adeus à Inocência mais me confundiu do que ajudou com a sua sinopse, porque eu imaginei um tipo de história completamente do que ela era de fato. Na verdade, mesmo lendo a sinopse, você não consegue entender a história, só uma das muitas formas de enxergá-la.

Com isso, lá fui eu ler o livro... E a escrita da Drusilla logo me capturou! Ela tem um jeito simples, mas muito interessante, de contar tanto coisas normais quanto coisas sérias. É um dom, que me fez ler rapidamente o livro, que possui personagens intrigantes.

Madora é uma jovem que, quando mais nova, foi “resgatada” por um cara, Willis, e desde então os dois moram juntos, fogem juntos, tudo isso sem grandes explicações da parte de Willis, e Madora aceita bem isso pois não tem consciência da essência real desse homem. Tudo começa a mudar, no entanto, quando uma menina grávida é “capturada”, assim como Madora foi, por Willis. Além disso, ela também faz amizade com um garoto de 12 anos chamado Django, que perdeu os pais ricos – mas presentes e carinhosos – recentemente e se muda então para a casa da tia.

“- Estaria mentindo se dissesse que eu não me importava. Esteja certo de que eu me importava, mas no devido tempo compreendi que os homens com quem ele trabalhava, seu clube de pôquer e todos mais, eles estavam com medo. Eles não queriam pensar na morte. Queriam viver a vida deles como se fossem imortais.” (pág. 160)

Madora é uma personagem diferente. Ela é praticamente uma ermitã, graças a Willis, que a controla totalmente. Normalmente, eu não suporto essas protagonistas sem vontade própria, mas nesse caso, o ambiente foi bem construído, de forma que eu conseguia entender o por quê de Madora agir daquela forma. Em alguns momentos, inclusive, cheguei a duvidar se Willis era de fato o “vilão”. Afinal, uma das características dessa narrativa é que, apesar de ser em 3ª pessoa, não é imparcial, misturando os pensamentos dos próprios personagens com os do narrador. Isso faz com que entremos na cabeça de muito mais do que um só personagem e, assim, conhecemos melhor todos.

Django é um menino fora de série! Sem dúvida, além de inteligente, ele é perspicaz, rápido e abre os olhos há tanto tempo fechados de Madora. A amizade se desenvolve entre os dois e, mesmo no árido deserto da Califórnia, dá pra ver que ela floresce.

Robin, a tia de Django, é uma personagem estranha, a princípio, e possui uma história só sua, que aos poucos vai se ligando com a Django e, logo, com a de Madora, que se liga com a de Willis. Todos os personagens estão conectados, no final das contas, mesmo que seja por um fio de cabelo.

A história é contada sem grandes acontecimentos, várias cenas de ação, mas possui sua própria magia, uma magia que não precisa exagerar em nada, pois a escrita de Drusilla por si só já nos faz ficar curiosa com o resto das páginas. A única coisa que eu achei um nível abaixo do resto do livro foi o final, que ao deixar várias pontas abertas, me deixou sentindo falta de algumas respostas.

Adeus à Inocência é uma leitura um pouco diferente, mas vale muito a pena para sair um pouco das coisas que você costuma ler e aproveitar outros temas.


Autor(a): Drusilla Campbell
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012 (original) - 2013 (Brasil)
Páginas: 299 (original) - 272 (Brasil)
Nome original: Little Girl Gone
Coleção: -

2 comentários:

  1. Oie! Parece ser um otimo livro! Vou procura-lo para ler!
    Bjs, me segue eu sigo de volta e comenta por favor nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/02/perfume-de-hotel-nova-iorque.html

    ResponderExcluir
  2. Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.