[Resenha] Um Lugar Para Ficar, de Deb Caletti


Eu já conhecia esse livro por causa das blogueiras internacionais e até achava que seria uma leitura interessante, mas nunca me animei muito. Talvez porque o tema não é algo que eu costumo ler, mas quando vi que a Novo Conceito iria lançar, me animei e resolvi dar uma chance para a Deb me conquistar.

E sim, eu tenho que dizer, a escrita dela é linda. Incrível, de verdade, do tipo tocante, que sabe expressar sentimentos como poucas pessoas conseguem. Deb conta a difícil história de Clara, que até um tempo atrás era uma típica adolescente, até conhecer Christian que, a primeiro momento, lhe pareceu o amor da sua vida e, o melhor, ele também sentia isso. Logo, começaram a namorar, ficaram próximos, eram o mundo um do outro, nada podia ser mais perfeito... Isto é, até Christian começar a agir esquisito, querendo controlar tudo o que Clara faz ou deixa de fazer. Perguntando onde ela estava, criando suspeitas em lugares insuspeitáveis (essa palavra existe? Haha).

Nós ficamos sabendo de toda essa história e seus detalhes aos poucos, contada pela própria Clara, algum tempo depois, quando se muda para Bishop Rock, uma ilha bem longe de onde costumava morar, tudo por causa de Christian. É a própria Clara que narra a história inteira, intercalando capítulos no presente, já em Bishop Rock e no passado, desde a primeira vez que viu Christian a namorarem e as coisas começarem a sair do controle.

Com isso, nós realmente entramos na cabeça da menina e, gente, é realmente uma situação horrível que Clara está passando. Não vou mentir, achei que ela demorou muito tempo para sacar que as coisas com Christian estavam erradas – mas o interessante é que ela própria admite isso, no presente e nos faz pensar em quantas coisas nós deixamos passar... Ou como nós julgamos rapidamente as pessoas, sem ao menos pensar ao fundo como deve estar na pele delas. Esse livro faz a gente pensar muito nisso e eu adorei isso. Eu já disse e vivo repetindo que odeio protagonistas fracas e sem atitude, mas nesse caso, apesar de todos os “poréns”, vemos uma protagonista esperta caindo no precipício e só notando isso quando está a 10 metros de se esborrachar no chão. Isso deixa bem claro uma coisa: essas coisas podem acontecer com qualquer pessoa, da mais inteligente a mais ignorante.

Clara é uma menina que vai ficar pra sempre marcada por esse acontecimento, mesmo que supere completamente esse relacionamento e consiga seguir em frente, ela sempre terá essa memória.

Enquanto entramos na mente da Clara e vemos o seu passado, também conhecemos o seu presente. É verão e enquanto todos os seus amigos já estão pensando na faculdade, ela nem tem cabeça pra isso. Seu pai, Bob Oates, um famoso escritor de mistérios, resolve que está na hora de uma mudança de ar e é por isso que mudam de cidade. Aliás, eu fiquei muito em dúvida sobre esse personagem. Bob é um pai amoroso, interessante, inteligente, mas ao mesmo tempo sempre achei que ele escondia alguns segredos da filha, esses segredos que, ao se mudarem para Bishop Rock, vão aos poucos sendo revelados, o que deu um toque diferente à história, pois não focou em uma coisa.

E, é claro, também há um romancezinho no ar. Clara conhece Finn e Jack, dois caras que viveram a vida inteira em Bishop Rock e cuidam de um barco que usam para fazer passeios com turistas. Clara acaba ficando próxima de Finn, que demonstra ser um ótimo recomeço, porque é um cara bem compreensivo. Pra ser honesta, eu não gostei nem desgostei desse personagem, o que eu achei ruim. Na verdade, não acho que seria necessário um novo romance para Clara, sabe? Seria mais legal – e diferente – se ela tivesse um verdadeiro amigo, porque é o que ela realmente precisava.

Num geral, é uma história muito bonita, com uma mensagem bem legal. Apesar de não ser um livro perfeito, a temática é bem interessante, então pra mim valeu muito a pena. O que eu mais gostei foi a forma como a Clara contava a história, de um jeito como se estivesse conversando com uma amiga, sendo honesta e expressando seus sentimentos. Se você curta livros um pouco mais profundos, é uma boa pedida.

P.S.: Só notei isso agora, mas gente, sabe os dois irmãos que tem no livro? Existem dois vloggers britânicos, que são irmãos gêmeos, com os mesmos nomes! Hahaha, achei super curioso isso. Pra quem quiser conhecer, o usuário deles no Youtube é jacksgap (é o Jack que normalmente faz os vídeos e o irmão aparece de vez em quando).

  
(Quatro estrelas)

Autor(a): Deb Caletti
Editora: Novo Conceito
Ano: 2011 (original) - 2012 (Brasil)
Páginas: 313 (original) - 272 (Brasil)
Nome original: Stay
Coleção: -

0 viajantes:

Postar um comentário

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.