[Resenha] Do seu lado, de Fernanda Saads


Um livro nacional! E chick-lit! Tem coisa melhor? Eu acho que não. Apesar de achar que a sinopse revelava coisas demais e deixava o final do livro meio óbvio, fiquei animada, afinal a Fernanda Saads é uma autora que eu já tinha ouvido alguns elogios, principalmente sobre o outro livro dela.

“Nas minhas fantasias mais malucas eu estou no meu melhor dia, com os cabelos esvoaçantes e a pele bronzeada, vestindo uma roupa bem bacana, passeando pela rua, quando dou de cara com meu ex-namorado.

Ele está meio estropiado. Não, ele está bem e tudo o mais e, quando me vê, pimba! Percebe que terminar comigo foi o maior erro da sua vida (...)

Não que eu goste dele, nem nada. Ao contrário, eu o detesto. Por tudo o que ele me fez e, especialmente por como ele me fez sentir por alguns dias. Mentira. Foram alguns anos.
(...) Eu nem gosto mais dele, obviamente. Mas nunca, nunca mesmo, deixo de pensar em como seria doce me vingar.” (pág. 5)

Sarah é uma arquiteta “iniciante”, nada glamorosa e que trabalha num escritório junto com o seu melhor amigo, Igor (Gente, só que eu queria que esses caras como o Igor existissem em maior quantidade? Tô precisando de um melhor amigo, sei lá). A Sarah é uma jovem normal, começando a carreira, mas ainda está se recuperando do grande baque que foi perder o ex-namorado que amava tanto, Bruno. E quem sempre estava lá por ela nisso tudo? O Igor, claro. Porém, aos poucos, ela se recupera disso e, quando finalmente pensa que isso está acabado para ela, descobre que um dos novos clientes é ninguém menos que seu ex.

Isso bagunça toda a sua vida e seus planos. Todo mundo (leia-se aqui que foi praticamente só o Igor, mas mesmo assim) a avisa pra tomar cuidado e não cair na mesma armadilha novamente, mas quem disse que a Sarah presta atenção, né? E é claro que ela acaba voltando pro Bruno. E Igor fica revoltado com isso. Então, ele começa a namorar e parece estar realmente apaixonado o que, ao contrário do que Sarah pensava, acaba deixando-a morrendo de ciúmes do melhor amigo. E, cada vez que ela sente saudades do Igor, mais ela nota como o Bruno não é mesmo o cara feito para ela.

“- Esse seu amigo é bonitão. Por que você não casa com ele?
- Vovó! Pelo amor de Deus! – digo e sinto meu rosto queimar. – Ele é meu amigo!
- Mas querida, você pensa em se casar com um inimigo? (...) – Esses novos tempos são uma droga! – ela continua e me surpreendo com seu jeito de falar. – Antigamente, se o rapaz fosse um pão, a gente não deixava passar!” (pág. 63)

Ah, esse livro é tão fofinho! Ele é narrado pela Sarah, mas, como ela é bem-humorada e um pouco sarcástica, isso não se torna chato, pelo contrário, dei algumas risadas. Claro que quase bati nela com essa recaída com o Bruno, mas eu gostei dela. Foi bem construída, porque parece mesmo alguma amiga nossa, que faz burradas e acertos. Igor também é uma graça e é impossível não querer alguém como ele na minha vida depois de ler DSL. Além de ser um excelente melhor amigo, ele sempre ajudava a Sarah e, provavelmente, seria um namorado incrível. Já Bruno... Bem, ele é exatamente o canalha que eu sempre soube que era. Cara, como odiei esse personagem. E a Sarah, toda apaixonada, não notava isso e achava o comportamento ridículo dele normal e arranjava desculpas. Aliás, vocês já ouviram Good Girl, da Carrie Underwood? Sério, acho que foi escrita pra Sarah! Hahahaha

“Andamos pelas estantes da livraria e não consigo parar de pensar em como isso é ridículo. Ela o faz feliz. Eu quero vê-lo feliz. Então, por que não fico totalmente animada com esse namoro? Por que tenho vontade de entregar para ele um exemplar de algum livro do tipo Ela não serve para você! Ou Morra, bruxa idiota!(pág. 125)

Outra coisa que eu gostei também foi a família da Sarah. Eles são bem daqueles que se metem em tudo e sempre a deixam envergonhada, mas é bonitinho ver isso. Gostei bastante da escrita da Fernanda e espero em breve ler muitos títulos dela, porque ela tem talento para transformar uma história comum em algo bonito e divertido.

 

(Quatro estrelas)


Autor(a): Fernanda Saads
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012 (Brasil)
Páginas: 317 (Brasil)
Nome original: -
Coleção: -








 Post da promoção - link

8 comentários:

  1. A historia é muito bom, mas Sarah vai sofrer clarrrro. Mas espero que seu amigo não atrapalhe sua vida. Ainda mais o livro sendo nacional né.

    ResponderExcluir
  2. Ah, que fofa essa resenha! Adorei, como você disse, a história é bem comum mesmo, mas quando é bem contada, vale a pena...


    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Esse livro me deixa bem na dúvida, já vi resenhas muito positivas sobre ele e outras nem tanto. Mas isso deve ser pq ele é um chick-lit e, ao menos para mim, é dificil encontrar um que agrade totalmente.


    Pela sua resenha pude perceber que talvez eu não vá gostar dele, pq não gosto quando a personagem fica nessas indecisões malucas.

    ResponderExcluir
  4. O livro deve ser muito bom , a historia me parece bem leve e facil de ler !

    ResponderExcluir
  5. Nossa, estou super ansiosa para ler este livro, a capa dele é linda! é muito bom ver que os escritores brasileiros estão conquistando seu espaço.

    ResponderExcluir
  6. Tenho vontade de ler esse livro, mesmo os comentários sendo bastante variados!


    beeijo

    ResponderExcluir
  7. To super ancioso pra ler esse livro to participando do sorteio amei sua resenha e seu blog

    ResponderExcluir
  8. Gostei desse livro, a narrativa da Fernanda é muito ágil e a história é super envolvente. A literatura nacional está crescendo bastante e isso é muito bom.

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.