[Resenha] Garota Replay, de Tammy Luciano



Eu tenho um grande carinho pela Tami, porque, no primeiro evento literário da minha vida, ela  estava lá (assim como o Enderson Rafael, Leila Rego, Fernanda Franca e a Patrícia Barboza), e nesse mesmo lugar eu acabei comprando o primeiro livro fictício dela, Sou Toda Errada. E eu gostei muita coisa de uma coisa na leitura: como a Tami nos faz sentir “emoções” pelos personagens (até hoje tenho vontade de dar um “chega pra lá” na Mila!).

Então, quando soube que a Novo Conceito ia lançar mais um livro dela, fiquei muito feliz! Claro que eu já tinha ouvido falar de Garota Replay no Skoob há um tempo, mas desde então, não ouvira mais notícias. E, de repente, soltam uma capa LINDA (acho incrível. Meus parabéns para quem cuidou do design, porque ficou dez!) com uma sinopse muito interessante. Lembrou-me um daqueles filmes antigos quando a adolescente se encontra com uma versão mais velha dela, ou com a própria “consciência”. E, bem, a Tami não me decepcionoucurti muito o livro dela, pois a narrativa, que melhorou muito desde STE, me puxava sempre para o próximo capítulo.

Quanto aos personagens, eu (como sempre) não fui muito com a cara da protagonista. Thizi (Tami, eu adoro você, mas da onde você tirou esse nome?!) é uma daquelas meio “Maria coitada” que namoram um canalha, mas não enxergam isso, e possuem um cara especial pra caramba bem ao lado, mas, muito ocupadas com outras coisas, demoram a notar. Eu não curto esse tipo de personagem, talvez por eu não curtir nem na vida real quem age assim (mesmo que às vezes seja pura ignorância), mas, ainda bem, Thizi pelo menos não é uma daquelas protagonistas lerdas pra caramba em tudo. Ela evolui, se modifica e – por que não? – até melhora a personalidade.

Adorei a maneira que a Tami contou a história, em primeira pessoa – nesses livros, onde a protagonista se encontra meio “perdida”, há um tênue linha entre o “confusa interessante” e o “simplesmente confuso”. E Tami conseguiu lidar bem com isso. Realmente, você vê que a Thizi não consegue parar de se indagar: “O que está acontecendo? O que significa tudo isso? O que farei?”. Outro personagem importante na história, além de Thizi-versão-atual e Thizi-versão-2.0, há o melhor amigo e companheiro para todas as horas, Tito. Ele é fofo, bonitinho, mas não conseguiu me encantar... Porém, fugiu um pouco do óbvio na história e isso foi legal. Há também o ex da Thizi, Tadeu. Ele é um idiota, sem meia palavra, que ainda por cima só faz besteira a história toda. Uma versão mais burra e homem de Mila, talvez?

O que me surpreendeu demais foi o fechamento da história! Justo quando comecei a pensar em como a Tami faria pra resolver toda a confusão, ela fecha a história com uma sacada tão legal e inesperada para mim que eu simplesmente não consegui achar outro jeito mais legal de acabá-lo (tirando um detalhe ou outro).

Indico para quem curte uma boa história, mas que, no entanto, não é “profunda” ou “melancólica” ou “dramática”. É a história de uma menina que acaba tendo uma reviravolta na sua vida e se você quer se divertir, é uma ótima pedida. De qualquer forma, eu curti GR ainda mais que STE e estou esperando aqui mais um livro da Tami, hein! Quem sabe ainda esse ano?

 
(Quatro estrelas)



Autor(a): Tammy Luciano
Editora: Novo Conceito
Ano: 2012 (Original/Brasil)
Páginas: 144 (Brasil)
Nome original: -
Coleção: -

Um comentário:

  1. Já conhecia o livro,mas não tinha lido nenhuma resenha até agora,gostei bastante da sua,até fiquei com vontade de ler o livro.Parabéns,beijos!
    aah,estou seguindo seu blog se puder passar no meu agradeço.

    http://livrosobaluzdalua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente aqui o que achou da postagem. Não seja tímido, pode falar o que vier a cabeça (desde que não seja coisas, você sabe, idiotas, racistas, etc).
Aproveite.